Redes sociais e como explorá-las – Parte I – Facebook e Twitter

Com mais de 1.5 bilhão de usuários no Facebook e 300 milhões de usuários no Twitter, fica difícil não cair na tentação de atingir esse público para divulgar seus produtos, serviços, ofertas e marca nas Redes sociais. Some a esses dados o fato de a todo momento ouvirmos filhos, amigos, parentes, etc. dizendo frases como “me chama no Face”, “me add no Face”, “curtiu minha foto?”, “vou retwittar seu tweet”. O advento dos smarphones tem acesso cada vez mais simplificado e barato à internet. Impossível não alavancar as redes sociais como ferramenta de promoção.

A pergunta é: qual rede social devo expor minha marca?

Ao mesmo tempo em que empresas enxergam um grande “potencial” de promoção através de uma rede social, precisamos ficar atentos a algumas questões essenciais. A experiência da HUG Websites nesse segmento – promoção de marcas e produtos através de redes sociais ou mídias sociais – mostra que muito se espera delas (redes sociais), porém, sem uma estratégia de promoção e “sustentação” adequada, os resultados podem não ser expressivos. Eis algumas dicas que reunimos para aqueles que desejam dar os primeiros passos:

Uma rede social que hoje é uma “febre” amanhã pode não ser mais (alguém se lembra do Orkut?), assim, estar atento aos “movimentos” de sua audiência são essenciais para entender quais os canais mais adequados. Ainda, cada rede social possui características, requisitos técnicos (limite de caracteres, imagens com uma certa quantidade de textos, etc.) e uma maneira de se “manifestar”. Achar que uma mesma mensagem pode ser aplicada em qualquer rede social é quase um “tiro no pé”!

redes sociais facebookSua página no Facebook não pode ficar “parada”. Se for para ela ficar “parada”, melhor não criar. Além disso, jamais enxergue uma página no Facebook um local onde só você “fala”. Ela deve ser um veículo de interação com seguidores, onde promoções exclusivas aparecem (curta a foto e ganhe 20% de desconto, gerar um cupom instantâneo que quando usado numa compra oferece algo em troca, são alguns pequenos exemplos), além de ser um local sua empresa compartilha links para conteúdo de qualidade (artigos, vídeos, blogs, etc.) sobre seu negócio e ser um fonte de dados importante sobre o que os seus clientes estão lhe dizendo, comentando.

A página no Facebook (também chamada de “fan page”) de uma pizzaria, por exemplo, poderia divulgar matérias sobre culinária, história da pizza, enfim, artigos relacionados ao seu negócio que podem fazer com que seus seguidores o enxergue como alguém que lhe oferece algo além de uma “foto da sua cozinha”, por exemplo. Ahh, postar nos horários em que sua audiência é mais “ativa” são alguns dos conselhos também dividimos com nossos clientes.

Alguns números sobre o Facebook: estudos apontam que apenas 2.27% de um conteúdo (post, foto, etc.) é espalhado “espontaneamente”, assim combinar postagens espontâneas com “impulso” (pagar para impulsionar um post significa levar uma mensagem à um público específico) são sempre as melhores opções na promoção de marcas, ofertas, serviços.

redes sociais twitterO Twitter, rede social que no Brasil tem apontado um crescimento ano após ano, tem se mostrado como um veículo ainda pouco explorado pelas empresas de pequeno e médio porte, porém nossa orientação em relação ao seu uso vão sempre na direção de manifestar-se em “tempo real”, como por exemplo a cobertura de um evento do lançamento de um produto ou ainda como um canal “publico” de interação com seus clientes (responder questionamentos ao vivo, por exemplo).

Algumas estatísticas que reunimos mostram que empresas “twittam”, em média, 18 vezes numa semana e apenas 3,6% dos seguidores, literalmente, veem um post. Dada a natureza “instantânea” dessa rede social (um tweet de uma semana “atrás” já perdeu a relevância), trabalhar com ela é sempre um desafio muito grande.

No final do dia, a soma de ações de posicionamento de marca na Internet através da criação de um website responsivo, canais em redes sociais, a estratégia de engajamento, mídia paga, etc. representará aquilo que chamamos de “marketing digital”. Independentemente do meio ou canal usado para “aterrissar” a estratégia o fato é que não podemos deixar de explorar esses recursos se quisermos atrair a atenção de novos compradores.

Fazer tudo isso nas redes sociais é fácil? Claro que não, pois exigirá tempo e conhecimento que muitas vezes você não dispõe.

Fazer isso é barato? Depende! A experiência da HUG Websites em mídias sociais mostra que tudo dependerá da combinação de algumas variáveis. Discutir o que fazer, quanto investir, que retorno esperar e que ação “rodar” é sempre um prazer. Você pode até achar que vai aprender muito depois de interagir com nossa equipe de atendimento, mas acredite, aprendemos muito mais com você.

Fique atento ao novo post sobre redes sociais que falará um pouquinho sobre Instagram, Google+, Slideshare, Youtube e Pinterest – redes sociais mais usadas.

Comente nossos posts, pois suas manifestações serão sempre muito bem-vindas!

Equipe de Marketing
HUG Websites.

Artigos Relacionados

As fases do funil de vendas

Aprenda sobre as fases do funil de vendas e como utilizar para conseguir mais leads e aumentar a quantidade de clientes. E o melhor, serve para todos segmentos.

ler mais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tel e Whatsapp 19 98142-9009 

A Hug Websites faz criação e desenvolvimento de sites responsivos e tem como missão, trabalhar para que empresas possam ter um site de qualidade e alinhado com as últimas tendências digitais. Além disso desenvolvemos marketing de conteúdo e SEO.

hug websites preciso de site

A Hug Websites faz criação e desenvolvimento de sites responsivos e tem como missão, trabalhar para que empresas possam ter um site de qualidade e alinhado com as últimas tendências digitais. Além disso desenvolvemos marketing de conteúdo e SEO.

Tel e Whatsapp
19 98142-9009 
19 4141-7656